domingo, 25 de janeiro de 2015

Destralhe-se




- “Bom dia, como tá a alegria”? Diz dona Francisca, minha faxineira , que acaba de chegar.
- “Antes de limpar a casa, deixa eu te dar um abraço que preste!” e ela me apertou.
Na matemática de dona Francisca, “quatro abraços por dia dão para sobreviver; oito ajudam a nos manter vivos; 12 fazem a vida prosperar”. Falando nisso, “vida nenhuma prospera se estiver pesada e intoxicada”.
>> JÁ OUVIU FALAR EM TOXINAS DA CASA?
Pois são: objetos que você não usa, roupas que você não gosta ou não usa há um ano, coisas feias, coisas quebradas, lascadas ou rachadas, velhas cartas, bilhetes, plantas mortas ou doentes, recibos/jornais/revistas antigos, remédios vencidos, meias velhas, furadas, sapatos estragados.
>> UFA, QUE PESO!
"O que está fora está dentro e isso afeta a saúde", aprendi com dona Francisca.
- “Saúde é o que interessa. O resto não tem pressa”!, ela diz, enquanto me ajuda a ‘destralhar’, ou liberar as tralhas da casa.
O ‘destralhamento’ é a forma mais rápidas de transformar a vida e ajuda as outras eventuais terapias.
>> COM O DESTRALHAMENTO: 
- A saúde melhora;
- A criatividade cresce;
- Os relacionamentos se aprimoram, ensina o feng shui, com a delicadeza própria das artes orientais.
Para o feng shui, é comum se sentir: cansado, deprimido, desanimado, em um ambiente cheio de entulho, pois “existem fios invisíveis que nos ligam à tudo aquilo que possuímos”. Outros possíveis efeitos do “acúmulo e da bagunça”: sentir-se desorganizado, fracassado, limitado, aumento de peso, apegado ao passado.
·  No porão e no sótão, as tralhas viram sobrecarga;
·  Na entrada, restringem o fluxo da vida;
·  Empilhadas no chão, nos puxam para baixo;
·  Acima de nós, são dores de cabeça;
·  Sob a cama, poluem o sono.
Então, se dona Francisca falou e o feng shui concordou, nada de moleza! Oito horas para trabalhar; oito horas para descansar; oito horas para se cuidar.
>> PERGUNTINHAS ÚTEIS NA HORA DE DESTRALHAR-SE:
- Por que estou guardando isso?
- Será que tem a ver comigo hoje?
- O que vou sentir ao liberar isto?
>> E VÁ FAZENDO PILHAS SEPARADAS:
- Para doar!
- Para vender!
- Para jogar fora!
>> PARA DESTRALHAR MAIS:
- livre-se de barulhos, das luzes fortes, das cores berrantes, dos odores químicos, dos revestimentos sintéticos... E também libere mágoas, pare de fumar, elimine ou pelo menos diminua o uso da carne, termine projetos inacabados.
“Se deixas sair o que está em ti, o que deixas sair te salvará. Se não deixas sair o que está em ti, o que não deixas sair te destruirá”, arremata o Mestre Jesus, no evangelho de Tomé.
“Acumular nos dá a sensação de permanência, apesar de a vida ser impermanente”, diz a sabedoria oriental. O Ocidente resiste a essa ideia e, assim, perde contato com o sagrado instante presente. Dona Francisca me conta que: “as frutas nascem azedas e no pé, vão ficando docinhas com o tempo”. a gente deveria de ser assim, ela diz.
-“DESTRALHAR AJUDA A ADOCICAR.”
Se os sábios concordam, quem sou eu para discordar.
"As pessoas realmente ligadas não precisam de ligação física. Quando se encontram, ou reencontram, mesmo depois de muitos anos, a amizade é tão forte quanto sempre." (Deng Ming-Dao).
____________
Texto de Carlos Solano. Arquiteto (Especialista em Feng-Shui)




sábado, 10 de janeiro de 2015




ESTANDO NESTE plano, em algum momento, você será visitado pela DÚVIDA e pelo CANSAÇO. E, nesse momento, é possível que você perca a conexão com a SAGRADA sabedoria que ilumina o seu entendimento e guia seus PASSOS. Isso acontece principalmente quando você está passando por DIFICULDADES; quando a vida está tirando de você coisas que você ACHAVA que tinha; quando experiência PERDAS, fracassos e frustração, ou seja, quando sente DOR. Nesse momento você é tomado pelo ESQUECIMENTO; e esquece inclusive que essa DESCONSTRUÇÃO é bem vinda, pois é somente quando o FALSO cai que a VERDADE pode se manifestar. Se algo está sendo DESCONSTRUÍDO, é porque é falso. O que é construído a partir do CORAÇÃO não pode ser destruído, mas o que é construído a partir da MÁSCARA e da autoimagem idealizada, em algum momento, DESAPARECERÁ. (Sri Prem Baba)
.

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Respeite-se Mais do que aos Outros




NÃO PENSE que a pessoa tem tanta força assim, a ponto de levar qualquer espécie de vida e continuar a mesma. (...) Nem sei como lhe explicar onde ficou a minha alma, nem se ando com uma alma desconhecida em mim. Mas, o que eu queria dizer é que a gente é muito preciosa, e que é somente até um certo ponto que a gente pode desistir de si própria para se dar aos outros, ou às circunstâncias que não são nossas. Pretendia apenas lhe contar sobre o meu novo caráter, da falta do meu antigo, ou da isenção isento desses dois.
Querida, quase quatro anos me transformaram muito. Do momento em que me resignei, perdi toda a vivacidade e todo interesse pelas coisas. Você já viu como um touro castrado se transforma num boi? Assim fiquei eu! Em que pese essa dura comparação... Para me adaptar ao que era inadaptável, para vencer minhas repulsas, e deixar meus sonhos dormindo tive que cortar meus grilhões. E cortei em mim a forma que poderia fazer mal aos outros, e sem querer cortei também a minha força. Espero que você nunca me veja assim resignada, porque é quase repugnante.
Uma amiga, um dia desses, encheu-se de coragem, como ela disse, e me perguntou: – você era muito diferente, não era? – Ela disse que me achava ardente, vibrante, e que quando me encontrou agora disse: – ou essa calma excessiva é uma atitude ou então ela mudou tanto que parece quase irreconhecível. Uma outra pessoa disse que eu me movo com lassidão de mulher de cinquenta anos. MAS AFINAL, o que pode acontecer com uma pessoa que fez um pacto com todos os outros, e se esqueceu de que o nó vital de uma pessoa deve ser respeitado?
OUÇA-ME: respeite a você mais do que aos outros! Respeite suas exigências, suas vontades sem pactos de conveniência, respeite até mesmo o que diferente em você. Respeite, sobretudo, tudo aquilo que você apenas imagina que seja ruim em você. E pelo amor de Deus, não queira fazer de você uma pessoa perfeita – não copie uma pessoa ideal, copie sempre você mesma – é esse o único meio de viver inteiramente em você, e quando nada, sobreviver sendo quem realmente é.  (Clarice Lispector em carta para sua irmã – 1947).
__________
+ FOTO: Márcia Klose (@mklosephot instagram / Site: www.mklose.com)+ MODELO: Nii Klose
.

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

O Maior Amor e as Coisas que Se Amam




Tomara poder desempenhar-me, sem hesitações nem ansiedades, deste mandato subjetivo cuja execução por demorada ou imperfeita me tortura e dormir descansadamente, fosse onde fosse, plátano ou cedro que me cobrisse, levando na alma como uma parcela do mundo, entre uma saudade e uma aspiração, a consciência de um dever cumprido.
Mas, dia a dia o que vejo em torno meu me aponta novos deveres, novas responsabilidades da minha inteligência para com o meu senso moral. Hora a hora a (...) que escreve as sátiras surge colérica em mim. Hora a hora a expressão me falha. Hora a hora a vontade fraqueja. Hora a hora sinto avançar sobre mim o tempo. Hora a hora me conheço, mãos inúteis e olhar amargurado, levando para a terra fria uma alma que não soube contar, um coração já apodrecido, morto já e na estagnação da aspiração indefinida, inutilizada.
Nem choro. Como chorar? Eu desejaria poder querer (desejar) trabalhar, febrilmente trabalhar para que esta pátria que vós não conheceis fosse grande como o sentimento que eu sinto quando nela penso. Nada faço. Nem a mim mesmo ouso dizer: amo a pátria, amo a humanidade. Parece um cinismo supremo. Para comigo mesmo tenho um pudor em dizê-lo. Só aqui lh'o registro sobre papel, acanhadamente ainda assim, para que n'alguma parte fique escrito. Sim, fique aqui escrito que amo a pátria funda, (...) doloridamente. Seja dito assim sucinto, para que fique dito. Nada mais.
Não falemos mais. As coisas que se amam, os sentimentos que se afagam guardam-se com a chave d'aquilo a que chamamos «pudor» no cofre do coração. A eloquência profana-os. A arte, revelando-os, torna-os pequenos e vis. O próprio olhar não os deve revelar. Sabeis decerto que o maior amor não é aquele que a palavra suave puramente exprime. Nem é aquele que o olhar diz, nem aquele que a mão comunica tocando levemente n'outra mão. É aquele que quando dois seres estão juntos, não se olhando nem tocando os envolve como uma nuvem, que lhes (...) ESSE AMOR NÃO SE DEVE DIZER NEM REVELAR. NÃO SE PODE FALAR DELE.

domingo, 4 de janeiro de 2015

Hoje Tomei a Decisão de Ser EU.




HOJE, ao tomar de vez a decisão de ser EU, de viver à altura do meu mister, e, por isso, de desprezar a ideia do reclame, e plebeia sociabilizacão de mim, do Interseccionismo, reentrei de vez, de volta da minha viagem de impressões pelos outros, na posse plena do meu Gênio e na divina consciência da minha Missão. Hoje só me quero tal qual meu caráter nato quer que eu seja; e meu Gênio, com ele nascido, me impõe que eu não deixe de ser.
Atitude por atitude, melhor a mais nobre, a mais alta e a mais calma. Pose por pose, a pose de ser o que sou. Nada de desafios à plebe, nada de girândolas para o riso ou a raiva dos inferiores. A superioridade não se mascara de palhaço; é de renúncia e de silêncio que se veste. O último rasto de influência dos outros no meu caráter cessou com isto. Reconheci — ao sentir que podia e ia dominar o desejo intenso e infantil de lançar o Interseccionismo — a tranquila posse de mim mesmo. HOJE, um raio de lucidez deslumbrou-me para eu renascer. (Fernando Pessoa - antes de mim)