terça-feira, 1 de novembro de 2016

livro sem rabisco




Multiverso, Delírio, Fantasia? Sincronicidade, Coincidência, Destino? Universo Paralelo, Alucinação ou Fuga da Realidade? E eu que só amo qualquer teoria sobre #universosparalelos, recebo esse livro do querido autor @demincomarcus ❤ -- BEM VINDO À VERTYGO! -- A partir dos desvairados pensamentos de um suicida, e através de personagens alusivos à mitologia grega, o livro convida o leitor para uma viagem fascinante, imprevisível e cercada de mistérios: entre as incríveis coincidências que desafiam o acaso (Sincronicidade), e a coexistência de Universos Paralelos a realidade, mas que só podem ser acessados quando – em decorrência de algum evento extremamente traumático – ocorre uma espécie de ruptura com a lucidez, e transtornada a pessoa passa a viver simultaneamente dentro de uma Realidade Alternativa. E foi mais ou menos assim, o que também aconteceu com Lukas naquela manhã (...) Esmorecido, e tomado por uma angústia irremediável, resolveu acabar com a própria vida. Restava-lhe apenas a urgência e a frieza para elaborar de que maneira. Devaneando em meio a variadas ideias fúnebres, uma inusitada dúvida fora capaz de intrigá-lo por alguns instantes de sensatez: quem vai pagar as faturas do meu cartão de créditos quando eu morrer? E aprisionado nessa incerteza como a única alegria precedente as poucas horas que antecediam a sua morte, resolveu que depois de uma vida inteira ordinária, inexpressiva, e repleta de infaustos, mereceria terminar com um final apoteótico: almoçou no melhor restaurante francês, bebeu Champagne importado, fumou cachimbo nobre, esbanjou nas compras no, e antes de lançar-se do 22.º andar de um luxuoso hotel, encontrou casualmente, um belo Komboloi grego escrito: Καλώς ήρθες στο Βέρτιγκο (Bem vindo à VERTYGO). Então é verdade? VERTYGO existe! – concluía estupefato, relembrando de algumas historias contadas sobre aquela enigmática ilha: um grupo de pesquisadores afirmava que, ao sul do Mar Egeu, após o arquipélago das Cyclades, próximo à costa sudoeste do território turco, ao invés das 12 ilhas enfileiradas que formam o Dodecaneso, existia ainda, mantida sob um sigiloso mistério, uma Décima Terceira Ilha. A enigmática ilha de VERTYGO.
Uma foto publicada por Livro Sem Rabisco 📖❤✏ (@livrosemrabisco) em

Nenhum comentário: