segunda-feira, 24 de agosto de 2009

O ROUBO DA FÉ

Nem mesmo os escribas mais marketeiros que participaram da minuciosa criação do livro sagrado poderiam imaginar que um dia a fé renderia tanto dinheiro assim.

AFINAL, SE QUANDO A ESMOLA É DEMAIS O SANTO DESCONFIA, O FIEL PAGA O DÍZIMO ENQUANTO O SORRIDENTE BISPO AGRADECE.

“Pois eu transformo Água em Vinho, Chão em Céu, Pau em Pedra, Cuspe em Mel, Pra mim não existe impossível...Pastor João e a igreja invisível”
Raul seixas

Um comentário:

Luciano Marcio Pereira Santos. disse...

A maneira como o dízimo é pregado por diversas pessoas, denota numa tentativa ambiciosa de estorquir dinheiro dos inocentes. Se observarmos atentamente como está escrito na Bíblia, entenderemos o propósito do mesmo na íntegra. Não quero condenar o Edir Macedo, nem a IURD pela forma como tem manipulado o dinheiro na igreja. Mas, acredito que Deus julgará a cada um, sem sombra de dúvida.